Marketing Mix O Conceito do Produto

 

 Entre  os  elementos do  Marketing  Mix, o  produto tem o papel    fundamental.
Como  elemento  em  si  mesmo ,  fala-se  já   há  algum  tempo  do  Conceito  do  Produto-Mix.
Este  conceito pode   ser   entendido   de  duas  maneiras Marketing Mix :
O  produto – mix  é  constituído  por  todas  as  variedades   de  produtos  fabricados  e   vendidos
por uma  empresa.

O produto –mix  é  a  mistura  dos  diversos   componentes  de  um  produto  em  particular
(marca, embalagem,qualidade, cor, etc.).

MARKETING  MIX 

PRODUTO MIX   EM  RELAÇÃO  À   GAMA

Nesta  concepção,  o Marketing  mix  dos   produtos  oferecidos  por  uma  empresa  possui  duas
dimensões :

amplitude  e  profundidade.

 

 

A  amplitude  mede-se    em  relação  ao   número   de  linhas    de  produtos  propostos, isto  é,

dos  diversos   grupos  de   produtos  destinados   a  satisfazer   as  necessidades  dos  consumidores

de acordo   com  os  seus  gostos,  necessidades  e  poder  de  compra.

 

 

A  profundidade  correspondente  ao  número  de  artigos  por  cada  linha  de produtos.
Exemplo:  Produto-mix  de  um  fabricante  de  artigos  desportivos.

Amplitude:  roupas, bolsas  e  calçados.

Profundidade  da  linha  de  roupas :  jeans, calções  e
camisolas.

 

Uma  das  decisões  a  tomar  por  um  responsável  do  marketing   é  sobre  a  posição  que  os
seus produtos  vão  ter  no  mercado  face   aos produtos da  concorrência.

 

O  posicionamento  liga-se  diretamente  ao  seguimento  do  mercado, ou  seja,  aos  segmentos
do mercado que  a  empresa  pretende  atingir.

 

Exemplo:   a  Kodak  ataca  um  segmento  do  mercado  com  as  suas  máquinas  fotográficas.

Dirige  os  seus  produtos  com  uma  mensagem:  simplicidade  de  manejo  dos  seus  produtos
e preços  atraentes.

 

A  POLÍTICA  RELATIVA  À  GAMA

EXPANSÃO :   A  possibilidade  de  dispor   de  uma  ampla  gama  de  produtos   apresenta  para  a
empresa  uma  série  de  vantagens.

 

A  referência  aumenta   e  os  consumidores  permanecem  fiéis   à  marca.

O inconveniente   é  que, pode  dizer-se  se   corre  o  risco  de  dispersar  os  esforços   comerciais e
importantes  despesas  de  organização  e  controle.

 

O  desejo  de  expansão  da  gama  de  produtos  é  o   resultado  do  balanço  feito  aos  pontos fortes  e
aos  pontos  fracos  da  decisão    a  tomar,  ao  que  se  deve  acrescentar  a   vontade  de  crescer  da
empresa.

   √    Amplitude :   aumentar   a  gama  de  produtos   tem  vantagens  evidentes 
para  a  empresa.

Existem  muitas  empresas  que,  apoiadas   na  boa imagem  de  sua  marca, desenvolvem novas
linhas de  produtos  diferentes, destinados  ao  mesmo  segmento  de  mercado.

 

 

Exemplo :  a  empresa  BIC  começou   com  as  esferográficas  e  posteriormente   apresentou os
isqueiros com  idêntica  filosofia.

√   Profundidade  :  as  empresas  procuram  oferecer  as  maiores  possibilidades   de  escolha  aos
seus clientes, ampliando  o número  de artigos  em  cada  linha  de  produtos.

 

Exemplo :   todos  os  fabricantes  de  automóveis  oferecem  cada  vez mais  versões   de  cada
modelo.

As  opções   possíveis  são  numerosas.

 

√   CONTACÇÃO:   uma  gama  pequena  oferece  à  empresa  uma   situação  inversa  da
anteriormente comentada.

Se  uma   linha  do  produto  não  prospera, toda  a  empresa  pode  cair  ou  ficar  em  grande  perigo.

Ao  invés,  se  produzir  quantidades  maiores,  os  custos  diminuem   e  fazem  subir  os  lucros.

É em   períodos  difíceis  que as empresas  procuram  reduzir  a  gama dos  seus  produtos.

Centralizam   todos  os  seus  esforços  nos  produtos  de  maior  consumo.


 MARKETING  MIX  ESPECÍFICO DO  PRODUTO

Neste  caso,  as  componentes  do  mix   do  produtos  são : A  qualidade

√    A  marca
√    A  embalagem
√    A  garantia
√    A  cor
√    Etc…

 

A   EMBALAGEM

Na  linguagem   corrente,  a  palavra  embalagem  serve  para  designar  o  envoltório  ou  recipiente
que contém coisas  com  a  finalidade  de  as  conservar  ou  transportar.

No  entanto, o  alcance  que  o marketing   lhe  dá  vai  muito  mais  longe.

 

A  função   da  embalagem  não  se  limita  a  conservar  e  a   servir  para  o transporte   do  produto,
pois  tamém deve  ajudar  a  vende-los.

 

Em  alguns  produtos, a  importância   da  embalagem é  tão  grande  que,  se  esta  for  alterada
acertadamente,  pode  criar  para o  consumidor  outro  produto
(algumas marcas  de  cigarros  verificaram  tal  fato ).

 

FUNÇÕES   DA  EMBALAGEM


Na  verdade,  a  embalagem  não  torna  melhor  o  produto,  mas,  evidentemente, é  necessária
para  o  distinguir  além   de  o  conter.

Quem  não  está  muito  convencido  de  que  a  embalagem  merece  que  lhe  dediquemos   uma
atençãoe  uns  recursos   convenientes, gosta   de  argumentar  que  os   outros  apenas conseguem
encarecer  o produto  e, desse  modo,  torna-lo   menos  competitivo.

Na  verdade, isso  pode acontecer, mas temos de nos esforçar  para  que  aconteça  precisamente o
contrário,  de  modo  a  torna-lo   mais  competitivo  apesar  deste  custo  adicional.

Para   isso  devemos  ter  idéias  muito  concretas  sobre as funções que a  embalagem  tem que
exercer e o respectivo  custo.

2-Marketing Mix

 

Em  primeiro  lugar,  a  embalagem  exerce  uma  função  protetora.

Deve  evitar  que  o conteúdo   perca  qualidade  antes   do  consumo   ou  da   utilização,  e  deve
mante-la  depois  de  iniciado  o  consumo.

É  necessário,   portanto,  o  conhecimento  das   fases  eu  vão  suceder-se  desde   que  o produto
sai  da  linha  de  produção   até  chegar  ao  consumidor, bem  como  o  processo  do  consumo.

a embalagem desempenha um papel

A  embalagem  desempenha um papel muito importante no  êxito  comercial do
respectivo  produto.

 

A  IMAGEM DE MARCA

Desde  o  momento  em que  o   consumidor adquire  o   produto, produz-se  na  sua   men te uma
associação  inseparável    do  produto    com a  respectiva  marca; se  os   préstimos  reais  deste
correspondem `as  expectativas   do  momento   da  compra,  iniciam-se  relações   de confiança
entre  o   consumidor  e  a  marca.

 

Tais  relações  serão  duradouras  se   as  experiências   sucessivas   forem  também  satisfatórias.

É   essencial, acima  de tudo,  não  defraudar   o  consumidor  na  qualidade  que   ele  espera
encontrar   no  produto.

As marcas muito consolidadas acatam este aspecto de  forma estrita e costumam  experimentar
os seus  novos  produtos  no mercado, comercializando-os  com  outras marcas registradas,  e  só
quando   obtêm  resultados  positivos é  que os  lançam (com  ligeiras  modificações)  no mercado
com  a  marca  principal.

As  marcas  consolidam-se depois de vencerem um série de fases muito semelhantes  às do  ciclo
de  vida   do  produto.

Começam  com  uma  fase  de lançamento, durante a  qual  os esforços  publicitários são destinados
a  tornar    a  marca  conhecida,  e  terminam  com  uma fase  de maturidade  na   qual  é  a  própria
marca  que  impele  as  vendas  do  produto  com  pequenos  esforços  publicitários.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO